Aprenda a cuidar de sua coluna no trabalho/escola/ faculdade com Sinoterapia (2a parte)

Nesta segunda parte, irei mostrar as principais condições que geram dores nas costas, assim como o que você poderá fazer se já estiver acometido por um problema de coluna.

Os custos no tratamento de pessoas com dores nas costas é um absurdo. Só nos Estados Unidos, numa pesquisa recente publicada em agosto no The Journal of Pain, os custos envolvendo cuidados e afastamento do trabalho por motivos de dores nas costas atingem a casa dos $635 bilhões de dólares por ano! mais alto do que o custo médio de problemas cardíacos ( $309 bilhões), cancer ( $243 bilhões) ou diabetes ( $188 bilhões).sinoterapia-45

Não somente há um custo para o tratamento do problema, mas há também uma queda acentuada na produtividade e rendimento dos funcionários e estudantes. Além disso , também destaca-se o potencial de somar-se ou desencadear outros problemas médicos, como problemas cardíacos e obesidade devido à falta de exercícios provocado pela dor ao movimento.

Já no Brasil, em 2010, a dor nas costas foi responsável por quase160 mil licenças trabalhistas,de acordo com pesquisa recente do Ministério da Previdência Social.É a segunda maior causa de afastamento, a primeira sendo o resfriado.

Causas

Temos diferentes causas para as dores nas costas , dentre elas destacam-se:

  • Problemas de discos intervertebrais: um disco intervertebral serve como um amortecedor de impacto entre as vértebras. Se este estiver deslocado de sua posição original ( protusão ou herniação), ele não somente não ir;a absorver o impacto, como também poderá comprimir os nervos que se encontram nas proximidades, causando dor.
  • O desalinhamento das vértebras pode causar compressão do canal medular ou das raízes nervosas.
  • Músculos com pouco alongamento e condicionamento podem ser facilmente sobrecarregados ou distendidos, gerando muitas vezes uma dor mais localizada.
  • A degeneração óssea na coluna, conhecida como artrose ( e suas consequentes artrites, bicos de papagaio, etc), deixa a região instável e passível de pinçamentos e desalinhamentos.
  • Fatores psicológicos como tensão, stress, ansiedade, tendem a tensionar a musculatura que por sua vez, sobrecarrega a coluna.
sinoterapia-15

O diagnóstico é feito principalmente a partir da evolução de alguns sintomas característicos, como a limitação de movimento ("travado"), dor gradual , formigamento nas pernas e espasmos musculares. Também podemos fazer diversosexames complementares( raio-x, ressonância magnética, etc), mas como o nome já diz, eles servem para complementar um diagnóstico, confirmando o que já foi suspeitado a partir de uma avaliação e exame apurados.

Aliás, o simples fato de diagnosticar por imagens já provou através de pesquisas não ser suficiente para garantir uma melhor recuperação, de acordo com um estudo publicado no dia 15 de agosto pela doutora Janessa M. Graves, da  University of Washington, na revista Spine. Segundo o estudo, pacientes que fizeram diagnóstico por Ressonância magnética nas 6 primeiras semanas de lesão, não tiveram vantagem sobre aqueles que tiveram um diagnóstico mais tardio. Ou seja,o mais importante é o tipo de tratamento realizado, e não o diagnóstico precoce ou tardio.

sinoterapia-22

 

Remédios valem a pena para dores nas costas?
No quesito tratamentos, pesquisas deste ano publicadas no Clinical Journal of Pain e no Journal of Anesthetic Clinic  revelam que a acupuntura ( e portanto, a Sinoterapia), se mostrou tão ou mais eficaz que o uso de remédios anti-inflamatórios não-esteróides. Ainda, provou ser eficaz tanto a curto quanto a longo prazo para dores de coluna lombar e cervical. Vimos nesta outra publicação deste blog os riscos dos analgésicos para a saúde, o que prova que a Sinoterapiaé uma escolhaeficiente e sem efeitos colateraispara sua saúde, mais vantajosa do que o uso de medicamentos.

sinoterapia-50

 

E quanto às cirurgias ?

Sou muito categórico: Apenas em último caso, depois de tentar todo o resto. Primeiro porque a cirurgia é irreversivel, tem suas complicações, seus riscos, seu tempo de recuperação. E segundo porque não é certo que te trará benefícios.

Dois grandes estudos de 2006 mostram que o alívio promovido por uma cirurgia em pacientes com hérnias de disco, após um ano ou  mais, é o mesmo daqueles que não fizeram cirurgia. Isto demonstra que outras terapias podem ser mais eficazes e menos arriscadas ( e menos caras) do que uma intervenção cirúrgica.

Já em uma entrevista com o Dr. Deyo , professor-chefe na Oregon Health and Science University, ele afirma que é muito lucrativo para os médicos recomendarem a cirurgia, o que pode explicar em parte a abundância de tais procedimentos. Ele explica também que, no caso de problemas lombares,  um paciente pode ser indicado para cirurgia apenas se tiver as seguintes condições:

- ter dores na regiao lombar e pernas
- estenose do canal medular
- espondilolistese

Ele ainda ressalta que os exames médicos ( raio-x, ressonância, etc) não são conclusivos sem uma avaliação apurada das condições do paciente.

A Sinoterapia é uma boa escolha?

Com certeza. Aqui em Florianópolis, realizo diversos tratamentos para casos agudos e crônicos de problemas de coluna. A Sinoterapia combina os benefícios da Acupuntura tradicional com a tecnologia e modernidade da terapia com laser, para maximizar os resultados do tratamento. Eis um quadro simples para demonstrar os efeitos:

sinoterapia-32

Portanto,se você tem problemas de coluna, quer evitar cirurgias e remédios,você pode contar com aSinoterapia para um tratamento eficiente, duradouro e sem efeitos colaterais. Venha conhecer o serviço e divulgue para as pessoas que você gostaria de ajudar!

Referências bibliográficas:

Acupuncture for Acute Low Back Pain: A Systematic Review. Lee, Jun-Hwan KMD, PhD; Choi, Tae-Young PhD; Lee, Myeong Soo PhD; Lee, Hyejung KMD, PhD; Shin, Byung-Cheul KMD, PhD; Lee, Hyangsook KMD, PhD. Clinical Journal of Pain:. POST AUTHOR CORRECTIONS, 6 August 2012.

Effectiveness of Acupuncture with NSAID Medication in the Management of Acute Discogenic Radicular Pain: A Randomised, Controlled Trial. Beyazit Zencirci1, Kasim Zafer Yuksel, and Yakup Gumusalan. J Anesthe Clinic Res 2012, 3:3.

Krawciw D, et al. Occupational low back pain: Evaluation. http://www.uptodate.com/home/index.html. Accessed Nov. 17, 2010.

Krawciw D, et al. Occupational low back pain: Treatment. http://www.uptodate.com/home/index.html. Accessed Nov. 17, 2010.

Neck and back pain. The Merck Manual for Healthcare Professionals. http://www.merckmanuals.com/professional/sec04/ch041/ch041a.html. Accessed Nov. 17, 2010.

http://medicalconsumers.org/2007/10/01/is-back-surgery-worth-it-an-interview-with-the-country%E2%80%99s-leading-back-pain-researcher/

How to sit at a computer. American Academy of Orthopaedic Surgeons.

http://orthoinfo.aaos.org/topic.cfm?topic=A00261. Accessed Nov. 18, 2010.

Miranda H, et al. Occupational loading, health behavior and sleep disturbance as predictors of low-back pain. Scandinavian Journal of Work, Environment and Health. 2008;34:411.

2008 physical activity guidelines for Americans. Washington, D.C.: U.S. Department of Health and Human Services. http://www.health.gov/paguidelines/pdf/paguide.pdf. Accessed July 29, 2010.

Berge KG (expert opinion). Mayo Clinic, Rochester, Minn. Nov. 24, 2010.

Laskowski ER (expert opinion). Mayo Clinic, Rochester, Minn. Nov. 29, 2010.

Mingdong, Yun. Na, Xiong. Mingyang, Guo. Jun, Zhang. Defang, Liu. Yong, Luo. Lingling, Guo. Jiao, Yan. Acupuncture at the Back-Pain-Acupoints for Chronic Low Back Pain of Peacekeepers in Lebanon: A Randomized Controlled Trial. Journal of Musculoskeletal Pain. P 107-115, V 20.

Hegu Acupuncture for Chronic Low-Back Pain: A Randomized Controlled Trial. Mingdong Yun, Yongcong Shao, Yan Zhang, Sheng He, Na Xiong, Jun Zhang, Mingyang Guo, Defang Liu, Yong Luo, Lingling Guo, and Jiao Yan. The Journal of Alternative and Complementary Medicine. February 2012, 18(2): 130-136. doi:10.1089/acm.2010.0779.